Financiamento do sistema fotovoltaico torna-se ótima oportunidade para investidores

Solis Energia – 19/03/18

A demanda por linhas de financiamento atrativas é constante entre os potenciais investidores da energia solar fotovoltaica. Muitas famílias e empresas gostariam de investir na energia solar fotovoltaica, porém acabam adiando a decisão ou desistindo em função do valor do investimento inicial.

No caso das pessoas físicas, existe a possibilidade de parcelamento direto com as empresas integradoras de energia fotovoltaica, como a Solis Energia, que aceitam o pagamento em até 12x no cartão de crédito ou 3x no boleto. Além disso, bancos como o Santander e a Caixa Econômica Federal já disponibilizam linhas de financiamento voltadas para a energia solar. As taxas de juros oferecidas pelas instituições financeiras variam entre 2% e 2,5% a.m. para pessoa física.

Já as pessoas jurídicas tem acesso às linhas de financiamento mais interessantes com taxas entre 0,7% e 1,5% a.m. com carência que pode ser superior a 12 meses. O Banco do Nordeste, por meio da linha FNE – SOL, oferece crédito para energia solar com taxas a partir de 6,5% a.a., contudo o acesso ao financiamento só é permitido aos estados do nordeste do Brasil e ao norte de Minas Gerais.

A linha PROGER Empresarial é também uma alternativa para os empresários e é oferecida tanto pelo Banco do Brasil quanto pela Caixa Econômica Federal. As taxas cobradas por este financiamento giram em torno de 1% a.m. o que permite com que a parcela do financiamento fique mais barata do que a conta de energia elétrica. Dessa forma, o empresário já reduz sua despesa e ainda transforma um custo mensal num investimento com ótimo retorno. Recentemente, o Bando de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG) também lançou um projeto piloto para o financiamento de energia solar fotovoltaica com taxas de 1,5% a.m. para empresas do estado de Minas Gerais.

Outra excelente oportunidade de financiamento de projetos energia solar existe para pequenos produtores rurais com acesso às linhas do PRONAF – ECO. A taxa cobrada pelo financiamento é subsidiada pelo governo e é de 2,5% a.a., além de uma carência de até 8 anos para começar a pagar pelo empréstimo. A contratação do empréstimo do PRONAF – ECO se dá por meio das agências do Banco do Brasil.

A Solis Energia oferece total assistência na contratação do crédito junto às instituições financeiras e apresenta as melhores opções no mercado para financiamento dos sistema fotovoltaicos para pessoas físicas e jurídicas. O mercado de crédito para a energia solar já possui ótimas oportunidades para viabilizar os investimentos e a tendência é que o apetite dos bancos nacionais cresça cada vez mais nesse mercado.

Faça um orçamento e comece a gerar sua própria energia 100% limpa!